Observatório da Laicidade na Educação

NOTA DO OLÉ SOBRE O POSICIONAMENTO DO SINEPE

Postado por jamsepulveda2 em 28/jul/2020 - Sem Comentários

Nós, do Observatório da Laicidade da Educação, somos a favor da vida e, portanto, contra a reabertura das escolas nesse período de pandemia advinda da COVID-19. Buscamos não naturalizar o discurso de preparo das escolas neste momento em que o número de casos de COVID-19 ainda cresce em nosso país e não existe uma vacina produzida e distribuída equitativamente. Uma reabertura desses espaços, nesse momento, colocaria ainda mais em risco a vida de toda a comunidade escolar. Vimos que a reabertura equivocada das escolas e o afrouxamento do isolamento em vários países tiveram como consequência o aumento do número de casos e óbitos advindos desse vírus. Negar a importância do isolamento social e da ciência para preservação e cuidados com relação à contaminação é colocar ainda mais em risco a vida de toda a comunidade escolar e de seus familiares. A forma como o vídeo do SINEPE – Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Rio de Janeiro apresenta a maioria das crianças, em sua maioria, sem máscaras de proteção, coloca em xeque não só a visão dos representantes da categoria em relação aos cuidados à preservação à vida dos estudantes e de toda a comunidade escolar como também o grau de informação e conhecimento científico desses representantes em relação ao vírus e sua doença. Diversos órgãos de pesquisa e de saúde já se posicionaram contra a reabertura das escolas como a FIOCRUZ, UFRJ, etc., declarando publicamente que a hora não é de retomar as aulas, mas sim, preservar vidas. É importante lembrar que no Brasil, mais de mil pessoas morrem por dia vítimas da COVID-19 e complicações decorrentes. Dentre as vítimas fatais no país até o momento, mais de 300 eram crianças. Uma reabertura das escolas provocaria o crescimento exponencial do número não só de casos, como de óbitos, visto que as crianças têm contato com familiares idosos e pessoas dos grupos considerados de risco. Diante destes fatos também é importante questionar – com a possibilidade de reabertura das escolas- qual órgão ou instituição seria responsável pela saúde/adoecimento de todos os funcionários escolares e de seus estudantes? Vale ainda lembrar que o simples planejamento das escolas não garante que nenhuma vida seja perdida pela COVID-19. Por isso, reforçamos nosso posicionamento, de concordância com entidades científicas competentes, a favor da vida e contra a reabertura das escolas nesse período de pandemia. Uma reabertura das escolas nesse momento representaria uma atitude leviana, uma vez que atenderia a interesses outros, que não os da preservação da vida, e colocaria em risco a vida de milhões de brasileiros e brasileiras.

Acompanhe nas redes sociais!

Atualizações:

Agenda de atividades